Teresa Cardoso de Menezes, Informa D&B: ‘1000 maiores PME em melhor posição para resistir’

No contexto da edição especial da revista Exame sobre as 1000 maiores PME, a diretora-geral da Informa D&B aborda as características que fazem deste grupo de empresas uma alavanca fundamental da nossa economia e um exemplo de resistência em momentos de crise como os que atravessamos.

A necessidade de medir os impactos que a pandemia trouxe à atividade das empresas e à sua trajetória de sustentabilidade levou aliás à criação pela Informa D&B de novos indicadores de análise e ao ajustamento de outros, com a preocupação de oferecer leituras mais fiáveis da realidade empresarial no momento atual.

‘A Análise de Impacto Setorial Covid-19, o Indicador de Resiliência Financeira e os ajustamentos que introduzimos na avaliação do Risco de Failure das empresas dão-nos indicações valiosas sobre o futuro próximo das empresas, e é à luz desta nova informação que devemos também olhar para as 1000 Maiores PME, sendo que aquilo que vemos nos traz boas notícias’, explica a gestora Teresa Cardoso de Menezes, que é também membro da Rede Mulher Líder.

‘A pandemia atingiu os diversos setores de forma bastante diferenciada’, e ‘tal como os impactos, também a capacidade de reação de cada empresa a esses mesmos impactos é muito diferente’, refere a líder da Informa D&B em Portugal, que aproveitou ainda para explicar que quase 80% deste grupo de empresas apresenta níveis de resiliência financeira elevados e médio-altos, praticamente o dobro do que acontece quando é considerada a totalidade do tecido empresarial.

‘Sabemos que no universo empresarial nada está totalmente garantido, mas é um excelente sinal vermos como estas empresas, que têm um papel tão importante no futuro da economia, estão preparadas para enfrentarem o próprio futuro’, conclui.



Aceda aqui ao artigo de opinião completo, publicado na edição 442 da revista Exame: