Ana Ambrósio, Grupo Tintas 2000: ‘2020 foi o ano mais exigente profissionalmente desde que trabalho’

‘Tem sido um constante desafio’ e ‘necessitámos de muita capacidade de adaptação’, afirma a vice-presidente do Grupo Tintas 2000, em entrevista ao jornal corporativo, onde partilha o que foram as principais dificuldades de gestão em contexto de pandemia e como a empresa as conseguiu superar em termos de resultados.

‘Era tudo novo, todos os dias tínhamos nova informação, esclarecimentos, normas’ relata a empresária Ana Ambrósio, membro da Rede Mulher Líder.

‘Alterámos a organização de forma a cumprir rigorosamente a legislação, as normas e orientações da DGS. Foi uma revolução, virámos a empresa do avesso. Passámos a trabalhar 24h/dia em turnos desfasados, teletrabalho rotativo, equipas em espelho, alterámos postos de trabalho, gabinetes, circuitos de movimentação, limites de número de pessoas em permanência em espaços comuns,… alterámos o acesso às instalações’.

‘Manter as empresas a funcionar em segurança era o princípio básico para podermos manter a atividade e os resultados que pretendíamos para 2020’, conta a empresária, que diz terem equacionado ‘todos os cenários, inclusive de uma possível entrada em lay-off, caso o mercado caísse a pique ou fôssemos obrigados a encerrar. Mas a indústria e a construção civil, como sabemos, foram setores que se mantiveram sempre em atividade’, e que associados a dinâmicas de confinamento potenciaram os 10% de aumento de vendas registado pelo Grupo o ano passado.


Aceda aqui à versão integral da entrevista publicada pelo jornal do Grupo 2000, na sua edição de março 2021: