Lídia Tarré, Gelpeixe: ‘A sustentabilidade só existe num mundo com igualdade, diversidade e inclusão’

A administradora executiva da Gelpeixe falou ao jornal Briefing sobre sustentabilidade no mundo empresarial e partilhou estratégias corporativas da empresa para a igualdade de género.

Apesar de considerar que a paridade ainda é tema em Portugal, Lídia Tarré acredita que ‘um dia vai deixar de o ser’ e que ‘o que fizermos hoje terá impacto no futuro. Quanto maior conhecimento houver sobre os temas das desigualdades, maior consciência haverá sobre as decisões e atitudes a tomar para um mundo mais justo, equilibrado e saudável.’

Um caminho que, de acordo com a gestora, a Gelpeixe já vem fazendo há anos. ‘Sempre tivemos muitas mulheres à frente de departamentos e este ano chegámos à igualdade entre responsáveis mulheres e homens’, afirma Lídia Tarré, que integra a administração da empresa desde 2015.

‘Vamos devagarinho colocando mulheres onde normalmente só existem homens, mas também homens onde normalmente só existem mulheres. Semeamos e deixamos que as pessoas façam o seu caminho. Reconhecemos os casos de sucesso e aprendemos com os restantes. Sabemos que a complementaridade torna uma equipa mais rica, mais forte, mais capaz e mais resiliente, porque aprendem a apoiar-se uns nos outros e a partilhar o que têm de melhor, tornam-se equipas mais vivas.’

Para a gestora, que é também membro da Rede Mulher Líder, ‘a energia das empresas, tão necessária à criatividade e à inovação, mas também à incorporação de novas formas de trabalhar, é quando as pessoas saem da sua zona de conforto para a zona de coragem, esta zona tão importante nos dias que correm em que a mudança é constante e os desafios são cada vez mais complexos’.


Aceda aqui à versão integral do artigo publicado pelo jornal Briefing, em maio/2021.